Agroecologia

Agroindústria dos Derivados do Milho Crioulo

Na comunidade de Guaiaca dos Pretos, município de São João do Triunfo, Paraná, conquistamos uma agroindústria dos derivados do Milho crioulo. Como Forma de Fortalecer as famílias guardiãs e produtoras das sementes crioulas, nossa agroindústria produzirá quirera, fubá e canjica. Estes alimentos serão puros, livres de transgênicos e o principal, eles serão consumidos por crianças e adolescentes da rede pública de ensino através da merenda escolar.Além de fornecer para a população uma alternativa de alimento puro e tradicional da nossa região, esta agroindústria é uma das estratégias de conservação da agrobiodiversidade no território, frente as crescentes contaminações por lavouras de milho transgênico.A unidade foi viabilizada a partir do Projeto 17.008, da Fundação Banco do Brasil no âmbito do Programa Trabalho e Cidadania, Inclusão que Transforma e executado pelo Programa Paraná da AS-PTA em parceria com organizações da sociedade civil, como o Sindicato dos Trabalhadores de São João do Triunfo e apoio de diversos grupos, como o Coletivo Triunfo

Posted by Coletivo Triunfo on Friday, March 13, 2020

Agroindústria de derivados do Milho Crioulo, Paraná

Em São João do Triunfo, Paraná, agricultores ligados ao Coletivo Triunfo montaram uma agroindústria para produção de derivados de milho crioulo. São alimentos puros, livres de transgênicos que serão consumidos por crianças e adolescentes da rede pública de ensino.

ler mais

Nota sobre os cortes no Programa Cisternas

Nesta quinta, reunidas em Brasília, organizações da sociedade civil divulgaram nota repudiando os drásticos cortes de orçamento que o Governo Federal aplicou nas ações de convivência com o semiárido que nos últimos anos levaram água de consumo humano, doméstico e...

ler mais

Moro contra os agricultores familiares

Prisões autorizadas por Moro desarticularam agricultura familiar no PR; caso terminou em absolvições | Publicado em: outubro 29, 2017 Daniel Giovanaz Do Brasil de Fato Um ano antes de se tornar conhecido como “juiz da Lava Jato”, o nome de Sérgio Moro provocava...

ler mais

Luiz Zarref do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST), fala sobre o painel de Políticas Públicas na construção da Soberania Alimentar e Agroecologia na América Latina, realizado na tarde dessa quarta-feira, 13 de setembro, durante o X Congresso de Agroecologia. Segundo ele, neste painel foi abordado um estudo desenvolvido pelos pesquisadores, Eric Sabourin (PP-AL), Gabriel Fernandes (Projeto Aliança pela Agroecologia) e Cláudia Schmidt ao longo dos dois últimos anos sobre o que significou esse período do Ciclo Progressista para a consolidação de Políticas Públicas para a América Latina. Um estudo muito importante que permiti visualizar as contradições desse processo do Ciclo Progressista. .Confira o vídeo na integra.Texto e Vídeos: Adilvane Spezia / Campo Unitário #Agroecologia2017

Posted by Brasília Agroecológica on Thursday, September 14, 2017

Políticas Públicas e Agroecologia na América Latina

Luiz Zarref, da coordenação nacional do MST, comenta painel realizado no X Congresso Brasileiro de Agroecologia https://www.facebook.com/agroecologiadf/videos/853098311522551/    

ler mais

La Agroecología nos cambió la vida

A Fundebase, da Guatemala, acaba de lançar estudo sobre a participação, os papéis e os benefícios das mulheres na Agroecologia, convidando-nos a refletir sobre as praticas e os valores patriarcais que até hoje persistem no campo e sobre as experiências que resgatam as...

ler mais